Educação Financeira

Como funciona o vencimento de opções?

Por
Voltar

O mercado de opções na bolsa de valores traz oportunidades tanto para quem deseja fazer hedge de carteira quanto para quem pretende especular. Antes de aproveitar as oportunidades, contudo, é preciso conhecer as características delas — incluindo o vencimento das opções.

Como elas preveem a negociação até uma data futura, o vencimento serve como parâmetro para que você saiba até quando pode exercer seu direito. Além disso, é possível tomar decisões distintas, dependendo das condições de mercado.

Neste artigo, você saberá como vencem as opções. Confira!

O que são as opções e como funcionam?

Já que o objetivo é conhecer o vencimento das opções, é preciso entender o que elas representam e como funcionam. Na prática, elas são derivativos que preveem o direito de negociar um ativo-objeto por um preço de exercício (strike) em uma data futura (que é o vencimento).

Ou seja, elas permitem que o operador tenha o direito de comprar ou vender ativos financeiros de interesse em um momento futuro, por um valor definido previamente.

Imagine uma opção de compra (chamada de call) de ações de uma empresa, com um strike de R$ 20,00. Então, ela concede o direito de comprar os papéis por esse preço no vencimento. Se, na data futura, a ação estiver cotada a R$ 22,00 no mercado à vista, é possível lucrar R$ 2,00 por opção.

O mercado de opções é um dos ambientes da bolsa de valores. Quando se fala em derivativos, é importante não confundir com o mercado futuro. Nesse outro ambiente, os operadores negociam contratos futuros, em que cada um assume uma posição quanto ao preço de um ativo.

No caso das opções, há o lançador (quem vende a opções) e o tomador (quem compra os derivativos). Quem adquire a opção é o responsável por decidir se deseja exercer o direito ou não até o vencimento — enquanto o lançador tem obrigação de cumprir o que for decidido.

O que significa o vencimento de uma opção?

Como a opção tende a ser exercida em um momento futuro, é interessante saber o que é a data de vencimento. O vencimento de opções faz referência ao dia de expiração do direito de compra ou venda.

Ou seja, a partir daquela data já não é possível exercer o direito adquirido e o negócio não tem mais valor. Existe no mercado uma padronização quanto ao período do mês de vencimento.

Anteriormente, o vencimento acontecia na terceira segunda-feira de cada mês. Para ajustar o processo com o mercado internacional, houve uma mudança na metodologia. A partir de maio de 2021, todas as opções vencem na terceira sexta-feira do mês apontado.

Para entender qual é o vencimento da opção que está sendo negociada, há códigos específicos do ticker para o vencimento. Eles dependem também se é uma opção de venda (put) ou de compra (call).

Veja quais são os códigos:


Qual a diferença entre opção americana e europeia sobre o vencimento?

Como você viu, as opções podem ser classificadas em put ou call, dependendo do direito que concedem. Além dessa, há outra classificação importante: a opção europeia e a opção americana.

A maior diferença entre elas diz respeito ao momento em que é possível exercer o direito de compra ou de venda. Assim, cada tipo tem especificidades em relação à data de vencimento da opção, tornando possível ou não a negociação antes do prazo.

No caso da opção americana, o exercício pode ocorrer a qualquer dia, desde a aquisição até o vencimento. Então, é um tipo de opção que oferece mais flexibilidade, pois permite escolher quando ocorrerá o exercício, se aplicável.

Já a opção europeia só autoriza o exercício no momento do vencimento, ou seja, na data definida como o limite de expiração. Portanto, os operadores têm apenas um dia para fazer a operação, que considera as condições específicas.

O que acontece se a opção não for exercida?

Conhecendo as opções, fica claro que um dos pontos principais sobre elas é que concedem um direito de negociação, mas não a obrigação, certo? Logo, o tomador (quem compra) pode escolher não exercer as opções até a data de vencimento.

Nessas condições, elas expiram e viram pó. Isso acontece se a pessoa perceber que o preço de exercício não é vantajoso. Imagine uma opção de put, que permite a venda do ativo pelo preço de strike. Se houver uma valorização do ativo até o vencimento, não é lucrativo exercer a opção.

Já na opção de call, o exercício não faz sentido se o ativo se desvalorizar. Como o strike estará mais caro que o preço de negociação, é melhor comprar o ativo no mercado. Ao deixá-las virarem pó, o único valor perdido é o prêmio, que é o preço pago para comprar as opções.

O que é a rolagem de opções?

Até agora, você já viu que há três opções principais quanto ao exercício de opções:

- exercê-las antecipadamente (apenas com as americanas);

- exercê-las na data de vencimento;

- não exercê-las.

Contudo, existe uma possibilidade que pode funcionar como uma alternativa extra, que é a rolagem de opções. Esse processo consiste em um adiamento do vencimento do contrato, no qual você mantém a sua posição para aproveitar condições futuras que julga serem mais favoráveis.

Para que a rolagem aconteça, é preciso desmontar a operação. Ou seja, exercer as opções e, com o possível lucro, comprar novas opções com condições semelhantes e para uma data estendida.

Sabendo o que é e como funciona o vencimento de opções, você pode explorar os derivativos a favor da sua estratégia. Portanto, lembre-se de considerar essas informações antes de comprar e de exercer as opções.

Se quiser aprender como identificar os derivativos, conheça os códigos de negociação e vencimento das opções!


Calculadora de IR