Educação Financeira

Como investir para viver de renda? 6 Dicas fundamentais!

Por
Voltar

Quem começa a pesquisar sobre o mercado financeiro e suas possibilidades costuma definir objetivos para realizar aportes. Por exemplo, uma meta comum entre os investidores é investir para viver de renda no futuro.

Se esse é o seu caso, é preciso adotar uma estratégia que considere seu perfil e situação financeira para alcançar tal objetivo. Assim, suas escolhas serão mais eficientes ao montar uma carteira de investimentos focada em recebimento de renda passiva.

Quer saber mais sobre o assunto e conferir 6 dicas fundamentais para viver de renda? Continue a leitura!


Começando a investir? Obtenha agora um ebook grátis com 4 dicas de investimentos


O que é viver de renda?

Antes de conhecer dicas para investir com o objetivo de viver de renda é fundamental que você saiba o que isso significa realmente. Quando se fala nessa situação, um conceito fundamental é o de renda passiva.

Ela é aquela renda derivada de juros de investimentos ou ganhos periódicos que não são contraprestação pelo seu trabalho. Ou seja, trata-se de uma remuneração que não representa o pagamento de seu esforço direto.

Existem diversos exemplos importantes de renda passiva. Veja só:

? dividendos de ações;

? cupons de juros de investimentos;

? recebimento de aluguéis;

? recebimento de royalties.

Assim, ela é bem diferente da renda ativa — que é a remuneração obtida em troca do seu esforço de trabalho. Dessa forma, ela pode ser conhecida como o salário que o empregado recebe, o pró-labore do empresário ou o pagamento de um profissional autônomo, por exemplo.

Isso quer dizer que viver de renda passiva significa que o investidor conseguirá arcar com os seus custos e manter seu padrão de vida apenas com essa remuneração. Assim, ele não precisará mais trabalhar em troca de salário, se não quiser.

Quais são as vantagens de alcançar esse objetivo?

Viver de renda também é chamado de independência financeira. Esse termo já expõe algumas vantagens de alcançar essa meta. Afinal, ser independente significa que você tem autonomia para tomar decisões sem tantos limites financeiros.

Ou seja, será possível manter o padrão de vida e ter comodidades, mesmo sem ter que trabalhar e receber um salário, por exemplo. Nesse sentido, a renda que você recebe com os frutos de seus investimentos é suficiente.

No entanto, isso não quer dizer que você precisa parar de trabalhar. Como há independência para fazer essa escolha, sua atuação pode ficar mais leve. Não é preciso depender da renda do trabalho para se manter.

Assim, será possível diminuir o ritmo, ter mais tranquilidade e estabilidade financeira. Questões como desemprego, crises no setor de atuação e outros problemas não afetarão as suas finanças. Afinal, existe renda passiva suficiente para a manutenção da qualidade de vida.

Quais são as 6 dicas sobre como investir para viver de renda?

Após entender o que é viver de renda e as vantagens dessa situação, você deve ter ficado interessado em alcançar o objetivo, não é mesmo?

Então confira essas 6 dicas sobre como investir para ser independente!


Aprenda a operar opções com o nosso treinamento Invista em Opções


1. Tenha um planejamento financeiro

Sua primeira atitude ao montar uma estratégia para viver de renda é ter um planejamento financeiro. É ele que demonstrará qual é a sua situação atual e quais serão seus planos de investimento.

O planejamento precisa passar, primeiro, por um bom controle financeiro. Por isso, saiba o quanto você ganha e o quanto gasta todos os meses. Como está a sua situação? Quanto sobra por mês para investir? Você tem dívidas no momento?

Conhecer esses pontos ajudará a impulsionar os próximos passos. Somente com esses dados será possível montar uma estratégia eficiente e que possa, realmente, alcançar seus objetivos.

2. Conheça seu perfil de investidor

Depois de manter um controle financeiro e fazer seu planejamento, é preciso conhecer seu perfil de investidor. Ele é dividido em conservador, moderado e arrojado. E diz muito sobre como você lida com os riscos dos investimentos.

Os conservadores são os investidores com menos resistência aos riscos, então eles preferem investimentos seguros e previsíveis. Já os moderados conseguem se expor um pouco mais, principalmente em longo prazo.

Por fim, os arrojados são aqueles que lidam melhor com os riscos. Desse modo, buscam potencializar a rentabilidade de sua carteira ao se expor a uma insegurança maior nos investimentos.

3. Monte uma reserva de emergência

Apesar de não estar diretamente ligada à renda passiva, a reserva de emergência é um aporte importante. Ela funciona como um colchão de liquidez, servindo como uma forma de se proteger de situações inesperadas.

O ideal é ter o equivalente a 6 meses dos seus custos mensais em uma alternativa segura e com alta liquidez. Logo, em casos de emergência, como desemprego, acidentes e outros problemas, você poderá utilizar esse valor para arcar com os custos — sem prejudicar a conquista da renda passiva.

4. Conheça as alternativas de investimento

Outra dica importante para viver de renda é conhecer as alternativas de investimento. Atrelando o seu perfil e objetivos às características de cada opção, você poderá montar uma carteira que faça sentido para a estratégia da independência financeira.

Então conheça como funciona a renda fixa e a renda variável. Também busque conhecimento sobre os diferentes tipos de títulos, ativos e veículos dentro de cada classe de investimentos. Isso é muito importante, pois há opções mais adequadas ou não para sua estratégia.

5. Faça aportes frequentes

Outra atitude importante para conseguir viver de renda é a construção de um patrimônio crescente ao longo do tempo. Para isso, é fundamental que você consiga manter uma rotina de aportes frequentes. Desse modo, consegue aumentar o capital investido.

Mantendo esse hábito, o dinheiro poupado será utilizado de forma inteligente para impulsionar a sua estratégia. Assim, o seu patrimônio crescerá com o tempo e proporcionará mais renda passiva, principalmente em longo prazo.

6. Conte com uma assessoria de investimentos

A assessoria de investimentos é um serviço prestado por profissionais do mercado financeiro. Ele tem o objetivo de ajudar os investidores a entenderem melhor esse ambiente, os próprios investimentos e as estratégias utilizadas.

Logo, ela é uma aliada para que você consiga tomar decisões mais embasadas e adequadas a seu perfil e objetivos. Com informações confiáveis, será mais fácil montar uma carteira voltada à renda passiva, considerando prazos e possibilidades.

Pronto! Agora você já conhece 6 dicas importantes sobre como investir para viver de renda! Lembre-se de que em sua jornada é preciso contar com boas empresas e profissionais para trazer eficiência às suas estratégias!

Ficou interessado na ajuda de uma assessoria de investimentos? Então entre em contato com a nossa equipe de assessores de investimentos!


Calculadora de IR