Educação Financeira

Conheça os principais ETFs brasileiros para diversificar a carteira

Por
Voltar

Você já pensou em diversificar sua carteira por meio de fundos de investimentos? Investir nos ETFs brasileiros pode atender a esses objetivos. Eles são fundos negociados em bolsa de valores e seu objetivo é replicar um índice do mercado.

Assim, apresentam um portfólio diverso que pode enriquecer sua estratégia. Além disso, eles podem ser uma alternativa para investir no mercado internacional. Ficou curioso para conhecer mais detalhes desse tipo de fundo?

Confira nosso artigo, descubra as vantagens dessa opção e conheça os melhores ETFs brasileiros!


O que é um ETF?

Conhecidos também como fundos de índice, ETF é a sigla para exchange traded funds. Eles são negociados na bolsa, como ocorre com as ações, e sua característica principal é ser atrelado a um índice de referência.

Os índices têm como finalidade medir a movimentação de um conjunto de investimentos em determinado período. Um dos mais famosos no Brasil é o Ibovespa — um índice da bolsa que lista as companhias mais negociadas na B3.

Outro exemplo famoso é o índice S&P 500. Ele reúne as 500 empresas mais negociadas das bolsas de valores dos Estados Unidos. Não é possível investir diretamente em um índice. Contudo, os ETFs possibilitam se expor a eles.

Eles possuem um gestor que aporta o capital nos ativos de acordo com o indicador. Dessa maneira, quando você investe em um ETF compra cotas de um fundo que acompanha o índice. É possível encontrar ETFs de renda fixa ou variável.



Começando a investir? Obtenha agora um ebook grátis com 4 dicas de investimentos.



Como funciona o fundo de índices?

Como você viu, o ETF é fundo com portfólio diverso, que segue um indicador. Assim, ele apresenta gestão passiva, pois o gestor não tem o objetivo de superar o benchmark. Com isso, é uma alternativa para quem deseja acompanhar os movimentos do mercado.

Em um ETF de ações, por exemplo, a carteira é formada por ações de diferentes empresas que fazem parte de um mesmo índice. Para investir, o investidor compra cotas e se expõe aos resultados do conjunto de ativos.

Desse modo, em um único investimento você está exposto a diferentes ações, podendo, assim, diversificar mais a sua carteira. Essa pode ser uma opção interessante para quem deseja começar a investir na renda variável.

Saiba mais sobre o funcionamento dos ETFs:

Gestão

Assim como outros fundos de investimentos, o investidor não tem poder de decisão sobre o portfólio do ETF. Tudo é feito pela gestão, de modo que você também não precisa avaliar os ativos ou se preocupar em rebalancear a carteira, por exemplo.

Riscos

Como todo investimento de renda variável, o ETF também está sujeito a riscos e oscilações. Contudo, há um manejo do risco, já que ele apresenta um portfólio diversificado. Em um ETF de ações, a valorização de uma empresa pode compensar a desvalorização de outra.

Vale destacar que os riscos também dependem de cada ETF. Um fundo que foque em investimentos em renda fixa pode ter menos volatilidade do que um ETF de ações.

Taxas

Ao escolher investir em ETFs, é preciso ter em mente as taxas e encargos envolvidos, como:

• taxa de administração, usada para remunerar o gestor;

• taxa de corretagem;

• custos referentes à liquidação e custódia cobrados pela bolsa de valores;

• incidência do Imposto de Renda (IR) sobre o lucro da operação.


Quais as vantagens de utilizar os ETFs para compor o portfólio?

Antes de listarmos os principais ETFs brasileiros, é importante conhecer as vantagens de investir nessa modalidade.

Acompanhe!

Diversificação de investimentos

Sem dúvida, um grande atrativo do fundo de índice é diversificar sua carteira. Como vimos, o ETF envolve diversos investimentos. Com isso, é possível otimizar a rentabilidade e equilibrar os riscos.

Facilidade e acessibilidade para investir

ETFs também são acessíveis. Você tem a facilidade de se expor a uma carteira diversificada sem precisar investir individualmente nos ativos. Além disso, pela diversidade de ETFs é possível encontrar um de acordo com os seus objetivos financeiros.

O capital aportado também pode ser menor. Afinal, para adquirir uma cota de fundo se gasta menos do que para comprar cada ativo da carteira, individualmente. A facilidade de comprar e vender, com alta liquidez, também é uma vantagem.



Aprenda a operar opções com o nosso treinamento Invista em Opções.



Menores custos

Em relação aos custos, vale destacar que o ETF tem uma gestão passiva, pois apenas replica um índice de referência. Isso reduz o valor da taxa de administração. Não há estratégias do gestor para sobrepor os resultados do mercado, o que seria uma gestão ativa e elevaria os encargos.

Exposição internacional do seu patrimônio

Uma grande vantagem dos ETFs é investir indiretamente em ativos internacionais. Isso é possível em fundos atrelados a índices do exterior, como o S&P 500. Com isso, você pode alavancar seus ganhos se expondo a empresas de referência mundial.


Quais os principais ETFs brasileiros para diversificar a carteira?

Agora que você já viu como funciona essa modalidade de investimento, precisa conhecer os principais ETFs brasileiros.

Confira abaixo!

BOVA11

O ETF BOVA 11 replica o índice Ibovespa, que você já conheceu. Assim, ele engloba as ações das principais companhias brasileiras. Elas respondem por mais de 80% do volume de negociações da B3.

Logo, você pode acompanhar o mercado por meio desse ETF. A atualização da carteira ocorre a cada 4 meses, sendo que a administração é do City Bank e a gestora é a Black Rocks.

PIBB11

Esse é um ETF que acompanha o índice Brasil 50 (IbrX-50), que inclui as 50 ações mais negociadas na B3 — considerando a liquidez nos 12 meses anteriores. Tem administração e gestão do Itaú Unibanco.

IVVB11

O IVVB11 é uma alternativa para quem deseja expor o patrimônio no mercado internacional. Ele replica o S&P 500, índice dos EUA que inclui gigantes, como Microsoft, Amazon, Apple e outras. É administrado pelo Citibank e gerido pela BlackRock.

ISUS11

Esse é o ETF que espelha o Índice de Sustentabilidade Empresarial (ISE). Esse indicador da B3 reúne companhias que são referência em transparência e sustentabilidade empresarial. O fundo é administrado e gerido pelo Itaú Unibanco.

Se você busca facilidade para investir e diversificar a sua carteira, os ETFs brasileiros podem ser uma opção interessante. Agora você sabe como eles funcionam e conheceu alguns dos principais. Aproveite as informações para decidir se eles devem fazer parte da sua estratégia!

Quer mais informações sobre os ETFs antes de investir? Conte com a nossa assessoria de investimentos para tirar suas dúvidas!


Quer investir com a ajuda de um especialista? Receba o auxílio gratuito de um assessor de investimentos.



Calculadora de IR