Educação Financeira

Onde investir 5 mil reais? 5 Opções que valem a pena considerar!

Por
Voltar

Investir não é uma tarefa que exige necessariamente enormes quantias de dinheiro. Há diversas alternativas acessíveis para quem deseja aplicar uma quantidade menor de recursos. Se você quiser saber como e onde investir 5 mil reais, por exemplo, há várias possibilidades para distribuir o valor.

Além disso, elas são interessantes mesmo para quem não tem um montante tão grande. É possível construir patrimônio com pouco. Mas, para decidir, é importante conhecer o seu perfil de investidor, entender sua tolerância ao risco e pensar nos seus objetivos.

Considerando tudo isso, conheça 5 possibilidades de investimento se quiser alocar 5 mil reais!

1. Títulos do Tesouro Nacional

Começando pela renda fixa, uma das alternativas é o investimento em títulos públicos do Tesouro Nacional. Basicamente, você se torna credor do Governo, que usa os recursos para custear programas e gastos em geral.

Investir no Tesouro é uma alternativa considerada segura porque o Governo tem histórico de bom pagador. Em relação à rentabilidade, depende do tipo de título escolhido. Com 5 mil reais, é possível selecionar qualquer uma das três alternativas:

  • Tesouro prefixado: rende de acordo com uma taxa constante, então no momento de contratação você já sabe o quanto receberá;
  • Tesouro Selic: tipo pós-fixado e que rende segundo a taxa Selic, que é a taxa básica de juros da economia, definida a cada 45 dias em reuniões do Comitê de Política Monetária (Copom);
  • Tesouro IPCA+: título híbrido de longo prazo que rende de acordo com a taxa de inflação ou IPCA, mais uma taxa fixa.

Para fazer qualquer desses investimentos, você precisará ter uma conta em instituição financeira. Por exemplo, em uma corretora de valores ou banco de investimentos.

2. CDB

O Certificado de Depósito Bancário (CDB) é um título privado de renda fixa. Ele também serve como alternativa para quem deseja saber onde investir 5 mil reais. Em relação à rentabilidade, assim como os títulos públicos, há três possibilidades principais:

  • prefixado, que rende de acordo com uma taxa fixa definida no momento de contratação;
  • pós-fixado, que acompanha um indicador — geralmente, o CDI (Certificado de Depósito Interbancário);
  • híbrido, que tem parte da rentabilidade pré-fixada e parte atrelada a um indicador.

Os prazos de vencimento e a liquidez variam de acordo com o emissor. O rendimento também costuma variar em relação ao risco. Pequenos e médios bancos, por exemplo, podem oferecer um retorno maior sobre o CDI do que bancos consolidados.

O investimento em CDBs também é feito através da corretora de valores. Uma vantagem em relação à segurança é que seus 5 mil reais terão cobertura do Fundo Garantidor de Crédito (FGC). Ele realiza o pagamento do montante, caso a instituição emissora não consiga honrar – seguindo regras específicas.



Quer investir com a ajuda de um especialista? Receba o auxílio gratuito de um assessor de investimentos.



3. Fundos de Investimento

Os Fundos de Investimento funcionam como condomínios financeiros, formados por um grupo de investidores, conhecidos como cotistas. Cada um adquire certo volume de cotas de participação e todos os valores formam o patrimônio do fundo.

O valor acumulado é movimentado por um gestor profissional, que aloca os recursos de acordo com a estratégia definida. Os fundos podem ser uma boa alternativa para investir 5 mil reais porque ajudam você a diversificar os investimentos, já que o portfólio pode ser variado.

Além disso, é uma alternativa com várias possibilidades. Os Fundos de Investimento Imobiliários (FII), por exemplo, têm as cotas negociadas na bolsa de valores e investem em imóveis físicos, em títulos imobiliários ou em cotas de outros FIIs.

Também existem os Fundos de Ações, um caminho para quem deseja investir na bolsa e aportar recursos em empresas diferentes. Já os Fundos Multimercado têm estratégias diversas, podendo envolver tanto a renda fixa quanto a renda variável.

4. Ações

Na hora de definir como e onde investir 5 mil reais, é possível escolher as Ações, negociadas na bolsa de valores. Nessa alternativa, você adquire pequenas frações do capital social de companhias de capital aberto e tem a chance de lucrar com elas.

O rendimento acontece de duas formas: pela valorização do preço da Ação e pela distribuição de lucros da companhia. Portanto, mais importante do que ter muito dinheiro para investir, é saber selecionar as empresas adequadas a seus objetivos e ao seu perfil de investidor.

Mas fique atento: investir em ações apresenta maior risco, então não é indicado que se aloque todo o seu patrimônio. Além disso, para manejar os riscos é interessante ver a bolsa como um investimento de longo prazo.

5. ETFs

Por fim, depois de conhecer os Fundos de Investimento e as Ações, também vale a pena entender os Exchange Traded Funds (ETF) ou Fundos de Índice. Embora sejam um tipo de Fundo de Investimento e aportem recursos em Ações, eles são diferentes das alternativas já citadas.

Basicamente, o objetivo de um ETF é replicar a carteira teórica de um índice de mercado. O Ibovespa, por exemplo, é composto por mais de 60 empresas brasileiras entre as mais negociadas da bolsa de valores.

Há diversos ETFs que replicam esse índice. O BOVA11 é um deles. Ele busca alocar os recursos nas mesmas empresas e na mesma proporção da carteira teórica do índice. Com isso, seu resultado acompanha o indicador de referência.

Os ETFs são fundos com estratégia passiva. Ou seja, o intuito é seguir os critérios objetivos dos índices. Há diversos indicadores usados entre os ETFs disponíveis, que permitem aportar o dinheiro em empresas variadas.



Começando a investir? Obtenha agora um ebook grátis com 4 dicas de investimentos



Diversificação e consistência: ingredientes para construir patrimônio

Agora que você já conhece onde investir 5 mil reais, é preciso considerar outras características para incluir em sua estratégia. Uma das questões mais importantes é a diversificação, que consiste em distribuir o seu dinheiro em investimentos para reduzir os riscos com possíveis flutuações.

Até com pouco dinheiro é possível e recomendado seguir dessa forma. Há uma máxima no mercado: não colocar todos os ovos no mesmo cesto. Assim, o perfil de risco da carteira fica equilibrado à sua tolerância e há como atenuar potenciais perdas.

Outro fator relevante ao investir da melhor forma é a consistência. Ainda que você não disponha de 5 mil reais todos os meses, é importante seguir investindo com frequência. Isso melhora o aproveitamento dos juros compostos e permite acumular patrimônio.

Como vimos, há várias oportunidades de investimento para quem tem 5 mil reais disponíveis, até para perfis e objetivos diferentes. Com diversificação e frequência de aportes, você poderá ter resultados melhores ao longo do tempo!

Se estas informações foram úteis, compartilhe o post nas suas redes sociais e deixe os seus contatos bem informados!


Calculadora de IR