Educação Financeira

Como comprar opções? Aprenda e comece agora mesmo!

Por
Voltar

A bolsa de valores oferece diferentes alternativas de ativos e derivativos — e as opções fazem parte da segunda classificação. Com esses instrumentos financeiros, você tem chances de atingir objetivos distintos nas condições de mercado. Para tanto, é preciso saber como comprar opções.

O processo envolve o acesso às oportunidades da bolsa, mas também requer atenção quanto ao planejamento. Afinal, é preciso entender sobre o funcionamento desse mercado para tomar decisões mais consistentes nas operações.

Se você se interessou pela possibilidade, descubra como comprar opções e veja como começar a sua jornada nesse mercado!


Quer investir com a ajuda de um especialista? Receba o auxílio gratuito de um assessor de investimentos


O que são opções e como funciona o mercado de opções?

As opções são derivativos que concedem o direito de compra ou venda de um ativo-objeto de referência por um preço de exercício (strike) na data de vencimento. Assim, eventuais operações de compra ou venda podem ocorrer em um momento futuro.

Elas são negociadas no mercado de opções, um dos ambientes da bolsa de valores. Outros ambientes, além do mercado à vista, incluem o mercado futuro e o mercado a termo.

Quais são as principais características desses derivativos?

Em relação ao funcionamento das opções, é interessante conhecer características específicas sobre elas. Na sequência, descubra quais são os principais elementos desses instrumentos financeiros!

Tipos de opções

As opções podem ser de compra (call) e de venda (put). Na prática, uma put oferece o direito de vender determinado ativo pelo preço de strike na data combinada. Já uma call concede o direito de compra pelo preço definido.

As opções também são classificadas em americanas e europeias. As primeiras podem ser exercidas antes do vencimento, mas as segundas precisam aguardar a data definida.

Partes envolvidas

O mercado de opções depende de duas partes principais: o lançador e o tomador. O lançador é quem vende as opções, enquanto o tomador é quem compra.

Na prática, o tomador não é obrigado a exercer as opções que adquiriu. Logo, ele pode escolher exercer o direito de uma opção de compra ou de venda, mas também pode deixá-la expirar — ou virar pó, como o processo é conhecido.

Porém, o lançador é obrigado a cumprir as condições acordadas, caso o tomador decida pelo exercício do direito de compra ou venda.

Prêmio

O prêmio corresponde ao valor que é pago ao lançador para comprar as opções. Assim, o tomador precisará pagar o prêmio — multiplicado pela quantidade de opções adquiridas.

Caso uma opção não seja exercida, o prêmio pago se torna o lucro do lançador na operação. Para o tomador, esse será o prejuízo da negociação, além de eventuais custos com corretagem e emolumentos.

Para que servem as opções?

As opções podem fazer parte de estratégias de especulação ou de hedge. A especulação com opções pode envolver a compra ou a venda dos derivativos em determinadas condições, buscando aproveitar um comportamento do mercado e obter lucro em curto prazo.

Já o hedge tem o objetivo de proteger a carteira. Então fazer hedge com opções de ações permite que você se proteja de uma queda no preço dos papéis, por exemplo.

Em ambos os casos, existe a chance de realizar operações estruturadas. Elas seguem estratégias e montagens específicas com esses derivativos e podem gerar intervalos de proteção ou favorecer a obtenção de lucros do portfólio.


Começando a investir? Obtenha agora um ebook grátis com 4 dicas de investimentos


Quais são as vantagens e os riscos desses derivativos?

Após aprender como as opções funcionam, vale entender que comprar esse tipo de derivativo pode apresentar pontos positivos. Um deles envolve a versatilidade oferecida, já que as opções podem compor operações estruturadas com diferentes objetivos.

Como você viu, é possível utilizar a estratégia para buscar lucros no curto prazo ou proteger a sua carteira. Ademais, as opções costumam ter maior liquidez, tendo em vista que são negociadas em um ambiente da bolsa de valores.

Por outro lado, os riscos não devem ser ignorados. Como são derivativos, o preço das opções depende de cada ativo-objeto. Assim, pode haver mais volatilidade em relação aos preços, o que dificulta a previsibilidade de resultados.

Dependendo do tipo de operação, as perdas também podem ser elevadas. Se você for o lançador de opções de venda, há o risco de ser obrigado a comprar os ativos por um preço mais caro que o do mercado, se o tomador exercê-las.

Já uma call exercida pelo tomador pode obrigar o lançador a vender seus ativos por um preço menor na comparação com a cotação do mercado.

Como comprar opções?

Caso decida que vale a pena comprar opções, saber como fazê-lo é a etapa final desse processo. Para tanto, você pode conferir a seguir um passo a passo com os principais pontos de atenção.

Acompanhe!

Identifique seu perfil de investidor

Tanto em operações de hedge quanto de especulação, é necessário conhecer a sua tolerância ao risco. Por isso, comece identificando o seu perfil de investidor — entre conservador, moderado ou arrojado.

Como os derivativos são mais voláteis, as opções tendem estar mais alinhadas a investidores moderados e arrojados, pois eles possuem maior tolerância ao risco.

Avalie seus objetivos

Também é necessário estabelecer o que você espera ao comprar ou lançar uma call ou put. O hedge pode ser feito diante dos riscos de ocorrer uma queda de mercado, por exemplo.

Já a especulação envolve a busca por lucro em períodos curtos ou curtíssimos. Desse modo, é um objetivo que exige a adoção de uma abordagem diferente, como a escolha de uma operação estruturada mais arrojada.

Abra uma conta em uma corretora de valores

Para acessar esse ambiente da bolsa, é preciso ter uma conta em uma instituição financeira para ter acesso ao home broker. Esse é o ambiente no qual você poderá comprar diversos ativos e derivativos da bolsa de valores, como as opções.

Portanto, é fundamental escolher uma boa corretora de valores. Nesse caso, verifique se a instituição é regulamentada, com uma estrutura adequada e se oferece um serviço de qualidade. Dependendo do caso, a corretora também oferece acesso a operações estruturadas.


Baixe gratuitamente o nosso simulador de investimentos


Escolha as opções no home broker

Com a conta na corretora, você poderá acessar o home broker. Depois, pesquise o ticker da opção e verifique se todas as informações estão alinhadas com suas escolhas. Em caso positivo, basta emitir a ordem de compra.

Com essas informações, agora você sabe como comprar opções na bolsa de valores. Ao aplicar esses passos, é possível executar estratégias com o objetivo de especular ou proteger a carteira, conforme as suas necessidades.

Se quiser ajuda para conhecer melhor esses e outros instrumentos financeiros, entre em contato com a assessoria Palhano Investimentos!


Calculadora de IR